03/06 – Dia da Conscientização contra a Obesidade Infantil

03/06/2022

Considerada um dos principais desafios deste século, a Obesidade Infantil afeta milhares de crianças em todo o mundo. Com o objetivo de alertar a população para os riscos desta doença, anualmente é celebrado em 03 de junho o Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil.

Para a aluna do 9º período, integrante da Liga de Pediatria da Faculdade de Medicina de Barbacena (FAME), Júlia Kássia Pereira, é errado afirmar que toda criança gordinha é obesa. “Existem vários critérios a serem analisados para considerarmos uma criança obesa. Classificá-la desta maneira, apenas pela aparência, é um grande erro e que pode acarretar em problemas psíquicos. Para darmos o diagnóstico de obesidade infantil analisamos o IMC dessa criança que vai variar de acordo com a idade e o sexo”.

Uma Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), em parceria com o Ministério da Saúde, mostra que uma em cada três crianças brasileiras com idade entre cinco e nove anos está acima do peso recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com a estudante de medicina, Luísa de Carvalho Mares Guia, que também faz parte da Liga de Pediatria da FAME, a causa da obesidade infantil é multifatorial. “É uma associação entre fatores genéticos, ambientais e comportamentais. Os fatores genéticos contribuem para o quadro, mas eles precisam estar associados a uma alimentação e estilo de vida inadequados. Portanto, aqui fica claro o papel fundamental dos pais para a resolução deste problema a fim de evitar essa doença”.

Os riscos da Obesidade Infantil estão principalmente no futuro dessas crianças. Quem sofre dessa doença na infância corre maior risco de desenvolvimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, na fase adulta. Além disso, crianças obesas são menos ativas, o que representa uma grande dificuldade para o desenvolvimento de atividades e hobbies nessa fase tão importante do desenvolvimento

. As acadêmicas explicam que na infância a obesidade não é, em um primeiro momento, abordada com medicamentos ou dietas muito restritivas. “Para crianças o indicado é uma alimentação diversificada, rica em verduras, frutas e legumes, ingestão de água diariamente e se necessário aconselhamento nutricional. Além disso, as crianças devem ter um bom hábito de sono e praticar atividades físicas regulares, adequadas para a idade”, explicaram as alunas. Segunda elas, a receita é: mais atividade física e menos computador e celular. Com a complementação de que o paladar infantil não deve ser sinônimo de açúcares, salgadinhos e refrigerantes, mas sim de uma alimentação equilibrada e associada a bons hábitos de rotina.

*As Ligas Acadêmicas são associações de alunos, como sociedade civil, tendo como objetivo o aprofundamento dos estudos em determinados temas, visando as demandas da população. 

Deixe seu comentário

Artigos relacionados

Praça Presidente Antonio Carlos - nº08 - Barbacena/MG CEP 36202-336

(32) 3339-2950

fame@funjob.edu.br

Seg á Sex de 09hrs á 18hrs