Pediatra e professor da FAME, Dr. Benedito Veiga fala sobre obesidade infantil

09/06/2022

Considerada um dos principais desafios deste século, a Obesidade Infantil afeta milhares de crianças em todo o mundo. Com o objetivo de alertar a população para os riscos desta doença, anualmente é celebrado em 03 de junho o Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil.

Para falar sobre esse assunto de extrema importância para a saúde das crianças, o pediatra e professor da FAME, Dr. Benedito Veiga, nos concedeu uma entrevista, tirando dúvidas e explicando, com detalhes, sobre o tema.

O que é considerado obesidade infantil e quais são suas causas?

A obesidade é uma doença crônica, complexa, de etiologia multifatorial representado pelo desequilíbrio entre consumo e gasto de calorias.  Para avaliar o estado nutricional de uma criança usamos dados antropométricos como peso/idade, altura/ idade e Índice de massa corporal e plotamos em gráficos referenciados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Outras medidas também podem ser úteis, como a circunferência do braço e as pregas cutâneas tricipital e subescapular.

Já o seu desenvolvimento ocorre, na grande maioria dos casos, pela associação de fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

Como você vê a obesidade infantil nos dias atuais?

A obesidade infantil é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a maior epidemia de saúde pública mundial, com elevação de sua prevalência tanto em países desenvolvidos como nos países em desenvolvimento, estando associada às doenças crônicas não transmissíveis que vêm afetando mais precocemente crianças e adolescentes

Quais os riscos da obesidade para uma criança? 

Os riscos são muitos, tais como: Doenças e complicações cardiovasculares, endócrinas, ortopédicas (musculoesqueléticas), dermatológicas e neurológicas, obesidade na vida adulta, desenvolvimento precoce de hipertensão, diabetes tipo 2, doença hepática gordurosa não alcóolica, asma, Bullying, baixa autoestima, frequência escolar, qualidade de vida. O excesso de peso pode coexistir com outras formas de má nutrição, incluindo carência de micronutrientes e déficit de estatura para a idade

O que pode ser feito para se evitar a obesidade na infância? 

A prevenção da obesidade infantil é uma responsabilidade compartilhada entre a equipe de saúde que cuida da criança, a família, a escola e o setor público com   ampliação das políticas de saúde: Educação nutricional, infraestrutura adequadas para práticas recreativas e de atividade física, legislação apropriada para rotulagem e mídia e participação compartilhada do setor de saúde com os setores de educação, social e de esporte. É de suma importância na prevenção da obesidade é o estimulo ao aleitamento materno exclusivo até 6 meses de idade e complementada até os dois anos ou mais. Orientar as famílias a introdução de alimentos saudáveis, evitar alimentos ricos em calorias e estimular as crianças a praticarem atividades físicas.

Mais atividade física e menos computador… ajuda no combate à obesidade infantil?

Sim, atividade física é uma estratégia fundamental no combate à obesidade infantil, mas não deve ser vista apenas como esportes organizados em espaços fechados.

Pesquisas mostram que crianças com mais acesso a parques e espaços abertos correm menos riscos de apresentar obesidade. As crianças são fisicamente mais ativas quando estão ao ar livre.

Deixe seu comentário

Artigos relacionados

Praça Presidente Antonio Carlos - nº08 - Barbacena/MG CEP 36202-336

(32) 3339-2950

fame@funjob.edu.br

Seg á Sex de 09hrs á 18hrs